fbpx

Dispositivos de ancoragem: tipos, aplicações e segurança — Guia completo

Dispositivos de ancoragem: tipos e como escolher o adequado

Compartilhe esta postagem

Imagine trabalhar a metros acima do chão com um ponto de ancoragem instável. Além do imenso perigo, essas situações de trabalho podem gerar consequências sérias para as empresas. Para evitar que isso aconteça, hoje falaremos sobre dispositivos de ancoragem!

Esses componentes podem representar um desafio comum para as pessoas envolvidas nos trabalhos em altura. 

Afinal, como fazer a escolha adequada dos dispositivos?

Com intuito de te ajudar nessa questão, fizemos este conteúdo para explicar o que é um sistema de ancoragem, apresentar os tipos de dispositivos e mostrar como escolher os modelos adequados.

Vamos lá!

O que é um sistema de ancoragem?

O sistema de ancoragem diz respeito a componentes que são utilizados para proporcionar suporte a estruturas e, principalmente, a pessoas. Basicamente, esse mecanismo reúne dispositivos de ancoragem para funcionarem como uma proteção contra quedas.

De forma geral, esse sistema é composto por:

  • pontos de ancoragem: onde são feitas as conexões com equipamentos de segurança;
  • dispositivos: como cordas, cabos, fitas e outros;
  • equipamentos conectores: como grampos, tipos de mosquetão e outros;
  • Equipamentos de Proteção Individual (EPIs): como cintos de segurança, luvas, capacetes e trava quedas.

Todo esse sistema é previsto no anexo II da Norma Regulamentadora 35 (NR 35), que o define como pontos os quais devem servir para conexão de EPIs capazes de reduzir significativamente os riscos de queda.

Neste sentido, o grande objetivo do sistema de ancoragem é garantir a segurança dos profissionais, oferecer a estabilidade necessária para um bom desempenho da atividade em altura e suportar as forças aplicáveis.

Normalmente, ele é encontrado em atividades de construção civil, industriais, resgates em altura, escalada, alpinismo e demais esportes relacionados.

Quais são os dispositivos de ancoragem?

Existem diferentes modelos de dispositivos de ancoragem com características próprias. O que significa que, por mais que tenham finalidades semelhantes, as especificações dos equipamentos os tornam mais indicados para determinadas aplicações.

Sendo assim, é importante conhecer as classificações dos dispositivos para saber qual usar nas atividades.

Listamos a seguir os tipos de dispositivos para você conhecer:

Tipo A

Os dispositivos do Tipo A são aqueles que têm a conexão feita em uma superfície específica. Dentro dessa categoria, os componentes do sistema de ancoragem são divididos entre A1 e A2. 

No caso, o A1 se refere aos dispositivos fixados em paredes e outras superfícies mais estruturais. Já o A2 é direcionado para pontos de ancoragem em lugares com mais inclinação, como os telhados.

É importante ressaltar que, se o dispositivo for usado como ponto de ancoragem único, o uso dele deve ser somente individual e para equipamentos com essa característica.

Tipo B

Dispositivos de ancoragem: tipos e como escolher o adequado

O Tipo B tem como principal característica ser um dispositivo transportável e, dessa forma, ser usado de forma provisória.

Eles são mais versáteis por oferecerem uma adaptabilidade maior e, geralmente, usados para situações que precisam ter uma capacidade de carga e de ancorar profissionais mais alta.

Neste sentido, os dispositivos de ancoragem Tipo B são construídos com materiais mais resistentes e robustos, como aço inoxidável e outros elementos que oferecem uma durabilidade maior contra o desgaste da corrosão.

Tipo C

Diferentemente dos outros modelos, os dispositivos de ancoragem Tipo C são utilizados em cabos e linhas de vida, o que possibilita o deslocamento do profissional no sentido horizontal.

Mas é de extrema importância ressaltar que esse modelo de ancoragem só deve ser usado em superfícies que tiverem uma inclinação menor do que 15 graus. 

Tipo D

Esse último tipo de ancoragem é instalado em uma linha fixa no sentido horizontal. Para ficar mais fácil de visualizar, é só imaginar um trilho com uma estrutura que precisa se movimentar ao longo dessa linha.

O funcionário também pode ser fixado nesse sistema para se mover pela linha horizontal. Contudo, é necessário ter um sistema de ancoragem mais robusto para oferecer a segurança adequada.

Leia também: Fator de queda NR 35: entenda o conceito, cálculo e dicas práticas

A importância da escolha adequada dos dispositivos de ancoragem

Escolher adequadamente esses dispositivos é importante para evitar os tipos de acidentes em altura e garantir que as funções sejam desempenhadas com eficiência. 

No geral, o sistema de ancoragem é fundamental para:

  • garantir a segurança dos trabalhadores;
  • preservar as boas condições da estrutura onde são fixados;
  • fornecer um ambiente confiável e seguro;
  • aumentar a eficiência das operações;
  • estar alinhado com as Normas Regulamentadoras (NRs) e demais legislações vigentes.

O que diz a NBR 16325?

A NBR 16325 determina os requisitos e orientações para o uso correto dos sistemas de ancoragem e dos dispositivos de todas as categorias. 

Em suma, essa norma procura complementar as diretrizes sobre a utilização adequada dos EPIs para trabalho em altura.

Neste sentido, ela oferece as devidas instruções de uso sobre os elementos de fixação, os EPIs, sistemas de ancoragem, dispositivos de todas as categorias. 

Como escolher dispositivos de ancoragem adequados?

Dispositivos de ancoragem: tipos, aplicações e segurança

A NR35 dispõe sobre os tipos de ancoragem e define também que os dispositivos precisam ser certificados, fabricados de acordo com as normas técnicas vigentes e ser direcionado para profissionais que possuem habilitação para utilizá-los.

É necessário ter isso como base para escolher os dispositivos adequados para as atividades.

Além disso, é importante pensar nas atividades que serão realizadas, ou seja, nas cargas, condições do ambiente, da estrutura e afins.

Assim, é possível escolher os dispositivos que melhor atendem às demandas das operações.

Cuidados e manutenção

Tão importante quanto escolher dispositivos adequados é manter os cuidados e manutenções em dia.

Isso porque são processos primordiais para assegurar as boas condições de uso dos equipamentos, o que ajuda muito a diminuir os riscos de acidentes.

Portanto, é preciso ter verificações regulares antes das atividades serem executadas para garantir que o dispositivo esteja com o funcionamento correto e em bom estado de conservação.

E dessa forma, caso seja identificado algum detalhe diferente, realizar a manutenção adequada.

O melhor de tudo é contar com produtos feitos com qualidade e conforme as normas de segurança estabelecidas. Para isso, saiba que a Innova Safety se destaca como uma das melhores fornecedoras de equipamentos de segurança para atividades em altura!

Sabemos o tanto que essas atividades demandam um nível alto de proteção e, por isso, trabalhamos com equipamentos que unem a ergonomia e o conforto com um alto padrão de segurança.

Conheça a Innova Safety e conte com sistemas de ancoragem eficazes!

Conclusão

Dito tudo isso, os dispositivos de ancoragem são componentes essenciais para diminuir riscos de atividades em altura e assegurar a saúde dos profissionais.

Conhecer as categorias dos dispositivos é o primeiro passo para fazer uma escolha que seja adequada com a atividade que deseja realizar.

Por fim, é sempre bom lembrar da importância de escolher por equipamentos que sejam fabricados de acordo com as normas técnicas e com alto padrão de qualidade, assim como os da Innova Safety!

Inclusive, se você gostou deste conteúdo, aproveite o momento para ler mais sobre tipos de cintos de segurança para trabalho em altura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras postagens da comunidade

Nosso horário de atendimento é de segunda à sexta das 08:00 às 18:00. Aos fins de semana e feriado não há atendimento.

Por favor insira seus dados para ser redirecionado ao setor responsável

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdo.