Acidente de trabalho em altura: conheça os tipos e saiba como prevenir!

Acidente de trabalho em altura: principais tipos

Compartilhe esta postagem

Como evitar os riscos de acidente de trabalho em altura? De fato, uma pergunta fundamental para todos que realizam atividades dentro dessa categoria. 

Para saber melhor como fazer isso, é importante saber o que mais causa esses tipos de acidente. 

Além disso, conhecer a fundo sobre as medidas preventivas que devem ser tomadas no dia a dia de trabalho para diminuir consideravelmente os riscos. 

É exatamente isso que vamos ensinar neste conteúdo. Acompanhe com atenção até o final para saber como prevenir acidentes em altura. 

Boa leitura! 

O que pode ser considerado acidente de trabalho?

Antes de tudo, vamos conceituar rapidamente acidentes de trabalho. De forma simples, são situações em que o trabalhador sofre alguma lesão durante o turno do trabalho ou em decorrência dele. 

Para ficar mais fácil de entender, vamos imaginar a seguinte situação: um trabalhador tem uma função que envolve a repetição de um movimento físico e, em um determinado momento, ele se machuca por isso. 

Nesse caso, pode ser considerado um acidente de trabalho. Além disso, doenças psicossomáticas também se enquadram nessa categoria. 

A definição é prevista no art. 19 da Lei nº 8.213/91

“Acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII do art. 11 desta lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho”.

Cabe ao Instituto Nacional do Seguro Social – INSS fazer essa relação de prestação de benefícios e perícias médicas para confirmar casos de acidentes. 

Mas o que exatamente pode causar acidentes de trabalho, ainda mais em altura? Vamos falar a seguir. 

O que mais causa acidentes em altura?

Existe uma grande variedade de serviços realizados em altura, os quais apresentam risco de queda. Apesar disso, as principais causas dos acidentes normalmente são as mesmas.

Por exemplo, é comum as empresas não se preocuparem em fazer a instalação das proteções coletivas, as quais são as plataformas provisórias, as redes protetivas, as linhas de vida horizontais e verticais, as pranchas antiderrapantes e os guarda-corpos de rede.

Mas além dessa, vamos conferir outros motivos de acidente de trabalho em altura:

Falta de capacitação 

Outra falha comum que provoca muitos acidentes é a falta capacitação do trabalhador, que pode ser resolvida com treinamentos. 

Para evitar esse problema, de acordo com a NR 35, o empregador tem a obrigação de promover treinamentos, de, no mínimo, 8 horas, para os colaboradores cuja função envolve trabalhar em altura.

Leia também: Fator de queda NR 35: entenda o conceito, cálculo e dicas práticas

Quedas de altura

Quedas de altura também são falhas comuns que podem provocar acidentes em altura. Isso acontece devido a alguns detalhes fundamentais que protegem o trabalhador, como a instalação de corrimãos ou redes protetivas.

Vale destacar a utilização inadequada ou, até mesmo, o não uso dos equipamentos de proteção individual (EPIs). 

O colaborador deve utilizar os EPIs sempre que estiver exposto a ameaça de queda, sendo que os principais equipamentos são o capacete, o cinturão de segurança, o talabarte e o trava queda.

Também é sempre importante checar as condições das estruturas básicas como escadas ou andaimes para evitar acidentes em decorrência de defeitos.

Queda de objetos

Conheça medidas essenciais para prevenir acidentes de trabalho em altura

Em seguida, também é possível destacar a queda de objetos como motivos de acidentes de trabalho em altura. 

Por isso, é preciso garantir que os materiais e instrumentos estejam guardados no estoque de forma correta, além de ter dispositivos de proteção instalados para evitar acidentes em caso de queda de objetos. 

Condições climáticas adversas

As condições climáticas adversas também podem ter relação direta com acidentes de trabalho em altura. 

Para ficar mais claro, essas condições envolvem fortes chuvas, ventos, tempestades, entre outros eventos que comprometem a segurança do trabalhador. 

Neste sentido, deixar de lado uma avaliação sobre as condições climáticas do dia pode ser um enorme equívoco. Além disso, caso o trabalho seja realizado, é preciso reforçar todos os equipamentos de proteção para garantir. 

Afinal, é sempre melhor prevenir, não é mesmo? 

Choques elétricos

Na lista das principais razões de acidentes em altura também entram os choques elétricos. 

Para evitar situações desagradáveis e perigosas como essas, é necessário garantir o isolamento correto dos fios e fornecer o equipamento adequado para trabalhos que envolvam eletricidade. 

Também é importante ter conhecimento sobre a Norma Regulamentadora NR – 10, que fala sobre segurança em instalações e serviços em eletricidade. 

Ou seja, a obrigatoriedade de fornecer condições mínimas para prevenção e segurança dos trabalhadores que tenham interação com instalações elétricas. 

Fadiga ou desatenção

Todo ser humano precisa descansar da rotina de trabalho, certo? Caso contrário, podem surgir acidentes em altura por causa de fadiga ou desatenção, por exemplo, que também entram como principais causas disso. 

Assim sendo, é preciso evitar longas jornadas de trabalho, que ainda envolvem o período noturno, bem como horas de trabalho seguidas. Isto é, sem nenhum momento para descanso. 

Tudo isso é para assegurar que o trabalhador consiga descansar bem de tal forma que tenha disposição e atenção suficientes durante a rotina. Parece simples, mas é um passo fundamental para garantir a segurança. 

E tem mais, também vale a pena investir em capacitações sobre como a atenção e o descanso são fundamentais para qualquer trabalho realizado em altura. 

De qualquer forma, é muito importante que a empresa encontre meios que previnam os acidentes no trabalho em altura, de modo que um dos principais é fazer a correta identificação dos riscos.

Por que se preocupar com os acidentes no trabalho em altura?

Devido ao alto risco existente no trabalho em altura — de acordo com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), cerca de 14,49% das mortes ocorridas no ambiente laboral em 2017 estão relacionadas a quedas —, o Ministério do Trabalho (MTE) exige o cumprimento da Norma Regulamentadora (NR) 35.

Caso a fiscalização comprove o não cumprimento dessa regulamentação, a companhia poderá ser multada entre R$ 400 a R$ 6 mil. Logo, é essencial realizar todas as medidas preventivas possíveis contra os prováveis acidentes no trabalho em altura.

Acidente de trabalho em altura: conheça os tipos e saiba como prevenir!

Quais são as medidas preventivas para o trabalho em altura?

Sem dúvidas, investir na prevenção é uma das melhores opções para evitar acidentes. Em vista disso, listamos a seguir medidas que podem ser tomadas para isso. 

Capacitações

A primeira medida é investir em treinamentos e capacitações para todos os colaboradores que desempenham funções em altura. 

Esses treinamentos podem ser sobre equipamentos básicos de proteção, técnicas gerais e até mesmo para situações de emergência. 

Comunicação efetiva

Outro ponto básico para qualquer trabalho é manter a comunicação efetiva, principalmente durante as atividades realizadas em altura. 

A ideia é manter um bom controle de tudo e passar informações constantes sobre o trabalho que é feito. 

Procedimentos de resgate e emergência

Acidentes e imprevistos podem acontecer, infelizmente. Por esse motivo, é essencial estabelecer procedimentos de resgate e emergência, a fim de evitar qualquer dano maior. 

É interessante ter colaboradores capacitados para saberem como lidar em situações assim. 

Equipamentos de proteção individual (EPIs)

Outra medida preventiva é fornecer os equipamentos de proteção individual para todos os trabalhadores, como luvas adequadas, capacetes, cintos, calçados específicos, entre outros. 

O ideal também é oferecer equipamentos confortáveis para garantir ainda melhores condições de trabalho. 

Equipamentos de proteção coletiva (EPCs)

No mesmo sentido dos equipamentos individuais, também é necessário fornecer os equipamentos de proteção coletiva. 

Esses envolvem corrimãos, dispositivos de proteção, telas específicas e outros que ajudam a prevenir quedas. 

Supervisão e fiscalização

Como mencionamos anteriormente, toda infraestrutura requer uma supervisão e manutenção frequente para evitar qualquer acidente. 

Isso pode ser feito por colaboradores capacitados em supervisionar e responsáveis por comunicar possíveis falhas. 

Cultura de segurança

Acidente de trabalho em altura: conheça os tipos e saiba como prevenir!

Por último, vale ressaltar a importância de criar uma cultura de segurança entre todos os trabalhadores. 

Ou seja, fazer com que todos participem dos procedimentos de prevenção para evitar falhas que levam à acidentes. 

Assim, todos contribuem com a fiscalização e melhoria constante na rotina de trabalho. 

E se você procura por equipamentos de segurança para atividades profissionais e esportivas, saiba que a Innova Safety é um dos melhores lugares para você encontrar isso. 

Trabalhamos justamente com a produção desses equipamentos feitos com tecnologias inovadoras que garantem alta qualidade e conforto. 

Conheça a Innova Safety e tenha os melhores equipamentos para evitar acidentes de trabalho em altura. 

Conclusão

São várias as atividades que podem envolver acidentes de trabalho em altura, mas que são possíveis de serem evitados caso haja o uso correto de equipamentos e medidas preventivas. 

Além disso, é essencial seguir as Normas Regulamentadoras para garantir boas condições de trabalho aos colaboradores, bem como a segurança deles. 

Gostou deste conteúdo? Aproveite o momento para ler mais sobre a nova redação da NR – 33 sobre segurança e saúde no trabalho em espaços confinados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outras postagens da comunidade

Nosso horário de atendimento é de segunda à sexta das 08:00 às 18:00. Aos fins de semana e feriado não há atendimento.

Por favor insira seus dados para ser redirecionado ao setor responsável

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdo.